fbpx

Virgin de olhos postos na aventura do empreendedorismo nacional

Renato Povoas - Managing Partner Startups 2017-09-01

Empreender, inovar, criar, inventar são verbos cada vez mais presentes no léxico nacional. E que captaram a atenção internacional. E a razão é simples: Portugal deixou de ser apenas uma nação feita de História ou o porto de onde partiram as caravelas rumo ao desconhecido, para se tornar um país que tomou o leme do seu presente e foi capaz de o reinventar. Esse é, de resto, o tema de um artigo publicado no blog da Virgin, que tem como protagonista o nosso país.

“Portugal is a top destination to create, test, fail fast and try again” ou, na língua de Camões,  “Portugal é um destino de topo para criar, testar, falhar rapidamente e tentar novamente”, lê-se logo nas primeiras linhas. O texto prossegue, enumerando o que faz do País, e sobretudo da capital, o novo espaço de eleição para start-ups, novas empresas e empresas já com provas dadas no mercado, de tal forma que Lisboa acabou mesmo por destronar Berlim, na opinião de quem sabe, como palco principal da inovação.

Os apoios governamentais têm ajudado, assim com os incentivos locais, destinados a captar a atenção – e o trabalho – de quem se dedica ao empreendedorismo. Um trabalho que é cada vez mais reconhecido lá fora e que, segundo o artigo da Virgin, até nem deveria surpreender assim tanto. Afinal, descoberta e aventura nunca faltaram no nosso passado. É, por isso, apenas natural que definam o nosso presente.

Fonte: Virgin