fbpx

Sustentabilidade

Aplicação portuguesa vai ajudar a reduzir a pegada ecológica dos hotéis

Existe apenas um Planeta Terra e, por isso, ser mais sustentável e reduzir a pegada ecológica é indispensável. Nesse sentido, com o objetivo de consciencializar para o impacto das estadias, nasceu a Nøytrall, um dispositivo que permite aos hotéis e aos hóspedes saber exatamente os recursos que estão a consumir.

Read More

Elevator Pitch – Ideias Inovadoras precisam-se

Renato Povoas - Managing Partner Eventos, Startups 2018-02-26

Chama-se “Elevator Pitch – IdeiasQueMarcam” e é uma iniciativa da Representação da Comissão Europeia em Portugal, que quer premiar projetos e ideias inovadoras.

Para isso, oferece não só dinheiro, que serve para dar apoio ao arranque destes projetos, mas também formação, essencial para uma ideia que se quer bem-sucedida.

Read More

BitCliq – A tecnologia ao serviço de uma pesca mais sustentável… e rentável

Renato Povoas - Managing Partner Startups, Telecomunicações e Tecnologia 2017-09-26

“Melhorar a transparência da indústria da pesca através de tecnologias digitais.” O desejo, transformado em missão, é da BitCliq, uma startup nacional que conseguiu, graças ao seu trabalho, conquistar um dos 40 lugares na final da competição mundial ‘Fish 2.0 2017’, um concurso que liga empresas do setor das pescas a investidores, tornando mais sustentável o crescimento deste setor.

Read More

Alguém tem ideias para o futuro da vida urbana?

Renato Povoas - Managing Partner Startups 2015-10-06

eia2016

Ericsson Innovation Awards levanta a questão “Como é que podemos transformar as nossas cidades através da tecnologia?” E este é o grande mote da edição de 2016 do concurso global de ideias inovadoras destinado a estudantes de todo o mundo.

Até 30 de Novembro pode inscrever-se, com hipótese de formar equipas de duas a quatro pessoas, a inovação tem que estar presente, aliás é um dos aspetos centrais do desafio. A 18 de Dezembro são anunciados os 10 semifinalistas que vão ter o apoio de dois especialistas Ericsson para poderem desenvolver um plano de negócios adequado e um produto viável, a custo reduzido.

A equipa com a melhor ideia receberá 25 mil euros, ao segundo lugar serão atribuídos 15 mil euros e a quem ficar com o terceiro e quarto lugar terá destinado mil euros.

“Assegurar que as nossas cidades são criativas, conectadas e sustentáveis é um grande desafio, mas também uma oportunidade de melhorar a vida de milhares de milhões de pessoas, a par da saúde e futuro do planeta”, argumenta a empresa. É por isso que a edição deste ano do Ericsson Innovation Awards centra-se na promoção das tecnologias de informação e comunicação (TIC) como ferramentas para melhorar a qualidade de vida nas cidades.

A edição 2015 do prémio teve como tema “O Futuro da Educação”. A equipa vencedora, da Alemanha, desenvolveu uma plataforma de auto-desenvolvimento que combinava conceitos como e-learning, aulas em vídeo de universidades reconhecidas, uma comunidade de talento e formação, certificações, mapa de objetivos, assim como um motor de pesquisa e emparelhamento de empregos.

Fonte: Revista Smart Cities