fbpx

interactividade

Tablets, os novos brinquedos?

Renato Povoas - Managing Partner Startups 2015-12-28

transferir.jpg

Para as crianças desta geração a tecnologia faz parte do seu dia-a-dia, por isso é que Hugo Ribeiro estranhou que o brinquedo de eleição das suas filhas fosse o iPad. No entanto, o que o preocupou foi a falta de interação das crianças com brinquedos reais, que pode resultar numa perceção espacial pouco desenvolvida. Foi a partir deste impasse que Hugo desafiou Pedro Branco, professor universitário e investigador, e Carina Figueiredo, com experiência de interação com crianças através da componente tecnológica a criarem juntos um sistema que permitisse juntar os dois lados da brincadeira. Surge assim magikbee, com três jogos: Hidden Shape, para crianças entre os 3 e os 5 anos, Dino Blocks, dos 4 aos 6 anos e Runaway, dos 5 aos 8; e um kit de brinquedos de madeira que interage com o tablet, onde estão instalados os jogos, assim as crianças não perdem nenhuma das dimensões.

“O nosso objetivo foi criar jogos para crianças de todas as idades, de maneira a que elas gostem, consigam fazer interagir objetos reais com a tecnologia. Nos níveis mais avançados, as crianças vão ainda precisar de adultos para conseguirem passar de nível, o que faz com que integrem adultos nas suas brincadeiras”, explica o cofundador do projeto.

Por enquanto, a equipa da startup continua a trabalhar no registo das patentes e, por isso, pouco pode adiantar acerca da tecnologia, e para conseguirem produzir os primeiros 5000 kits, os fundadores da magikbee avançaram com uma campanha de crowdfunding na plataforma IndieGogo, uma das mais concorridas a nível mundial, que tem como objetivo angariar 37 mil dólares até 20 de janeiro.

Fonte: Dinheiro Vivo

E se pudesse acompanhar o preço dos seus produtos preferidos?

Renato Povoas - Managing Partner Comércio 2015-09-01

followprice-preview

Followprice é um projeto criado por quatro jovens empreendedores pensado para lojas online, permitindo aos compradores que acompanhem a evolução dos preços e da disponibilidade dos produtos favoritos, e para tudo isto basta clicar no botão Seguir Preço.

Este botão desenhado para o consumo online, permite aos utilizadores acompanharem a evolução dos preços dos seus itens favoritos, reunindo-os numa só lista. Ao clicar nesta opção, os clientes registam-se através da conta do email ou Facebook, e passam a receber notificações e promoções dos artigos escolhidos, havendo a hipótese de criar ainda uma lista pessoal de produtos de variadas lojas.

O Followprice já esse encontra disponível em vários sites, como na loja FNAC e na plataforma KuantoKusta, este projeto partiu de uma startup portuguesa que recebeu recentemente um investimento de grandes empresas como a Portugal Ventures e da Best Horizon.

A ideia surgiu em 2014, a partir de João Almeida Leitão, que identificou a necessidade de uma ferramenta que aumentasse a comunicação de promoções com as pessoas realmente interessadas nos seus produtos. Ao notar que os visitantes, antes de comprar, evitavam o registo numa loja online, decidiu encontrar uma ferramenta que permitisse aos visitantes manterem-se conectados à loja, sem a necessidade explícita de partilharem os seus contactos e dados pessoais.

Já se pode encontrar este serviço em funcionamento um pouco por todo o mundo, nomeadamente nos Estados Unidos da América, no Reino Unido, na Austrália, em Espanha, em França, em Itália, na Alemanha, na Suécia, na Noruega, na Bélgica, na Dinamarca, na Rússia e na Holanda, para além de Portugal.

Fonte: http://www.imagensdemarca.pt/

Empresa de Leiria lança LCD transparentes espelhados

Renato Povoas - Managing Partner Comunicação e Marketing, Entretenimento 2011-12-13

Fonte: Diário Digital

Uma empresa de Leiria está a iniciar a comercialização de LCD transparentes espelhados, capazes de detetarem movimentos e o género da pessoa refletida, disse à Lusa o diretor-geral da Sendae, Pedro Azevedo.

Trata-se de um LCD que consegue criar um efeito holográfico e com grande potencial ao nível da interatividade, sublinhou aquele responsável, revelando que a empresa trabalha com a Universidade do Minho ao nível do ‘software’.

Read More