fbpx

crianças

Magic Bit Solutions – Aprender a brincar!

Renato Povoas - Managing Partner Entretenimento, Startups 2016-03-22

round200

A Magic Bit Solutions é uma empresa que presta serviços de Gamification, são especialistas na criação de jogos digitais, que transmitem conteúdos atrativos e interativos, ajudando as pessoas a ligar-se e a adotar o seu produto ou serviço. O principal foco é criar jogos à medida para entidades, empresas ou instituições nas áreas:

  • Criação de jogos educativos,  – para campanhas de sensibilização junto de crianças
  • Jogos de publicidade  – para publicitar um produto, serviço ou marca junto de crianças
  • Serious Games – para formação em contexto empresarial

A Magic Bit Solutions acaba de lançar a app “Pirata Miguel e seus amigos” , um jogo inspirado no mar onde as crianças podem praticar conhecimentos básicos.

O jogo principal é um jogo de navios piratas, está disponível em quatro línguas (Espanhol, Inglês, Alemão ou Português) e pode-se treina matemática, português e até música!

Esta app é uma imersão completa na língua. As crianças podem seguir as instruções no menu principal e ouvir os reforços e recompensas. O utilizador escolhe um pirata e pode seguir as suas instruções em cada jogo. Cada jogo é fácil de jogar e se concentra em uma habilidade básica.

google1080x608.png

Poderá ficar a saber mais sobre estes serviços no site: magicbitsolutions.com

Tablets, os novos brinquedos?

Renato Povoas - Managing Partner Startups 2015-12-28

transferir.jpg

Para as crianças desta geração a tecnologia faz parte do seu dia-a-dia, por isso é que Hugo Ribeiro estranhou que o brinquedo de eleição das suas filhas fosse o iPad. No entanto, o que o preocupou foi a falta de interação das crianças com brinquedos reais, que pode resultar numa perceção espacial pouco desenvolvida. Foi a partir deste impasse que Hugo desafiou Pedro Branco, professor universitário e investigador, e Carina Figueiredo, com experiência de interação com crianças através da componente tecnológica a criarem juntos um sistema que permitisse juntar os dois lados da brincadeira. Surge assim magikbee, com três jogos: Hidden Shape, para crianças entre os 3 e os 5 anos, Dino Blocks, dos 4 aos 6 anos e Runaway, dos 5 aos 8; e um kit de brinquedos de madeira que interage com o tablet, onde estão instalados os jogos, assim as crianças não perdem nenhuma das dimensões.

“O nosso objetivo foi criar jogos para crianças de todas as idades, de maneira a que elas gostem, consigam fazer interagir objetos reais com a tecnologia. Nos níveis mais avançados, as crianças vão ainda precisar de adultos para conseguirem passar de nível, o que faz com que integrem adultos nas suas brincadeiras”, explica o cofundador do projeto.

Por enquanto, a equipa da startup continua a trabalhar no registo das patentes e, por isso, pouco pode adiantar acerca da tecnologia, e para conseguirem produzir os primeiros 5000 kits, os fundadores da magikbee avançaram com uma campanha de crowdfunding na plataforma IndieGogo, uma das mais concorridas a nível mundial, que tem como objetivo angariar 37 mil dólares até 20 de janeiro.

Fonte: Dinheiro Vivo

Projeto EKUI Comunicar apenas com um jogo de cartas

Renato Povoas - Managing Partner Entretenimento, Saúde e Bem-Estar 2015-05-26

A Associação de Pais e Amigos de Pessoas com Necessidades Especiais – Leque, sediada em Alfandega da Fé, apresentou a primeira linha de material lúdico-didático inclusivo em Portugal.

O projeto EKUI (Equidade, Knowledge, Universalidade e Inclusão) começou a ser idealizado em 2008. Após uma fase de investigação e validação científica foram produzidos dois mil exemplares. O jogo pode ser usado por todas crianças desde o jardim-de-infância, mas também ajudar na reabilitação de adultos que tenham sofrido, por exemplo, um Acidente Vascular Cerebral (AVC).EKUI