fbpx

concurso

Programa de deteção de plástico nos oceanos abre candidaturas

Sabia que, só num ano, mais de 4,8 milhões de toneladas de resíduos plásticos podem acabar nos oceanos? Ou que cerca de 700 espécies marinhas e 50 espécies de água doce já ingeriram ou ficaram presas em plásticos? Estes são apenas alguns dados sobre a poluição marinha, mas são suficientes para provar que este é um problema grave e que necessita de uma solução urgente. 

Read More

Concurso de emprendedorismo: Montepio Acredita Portugal

Renato Povoas - Managing Partner Startups 2017-02-03

A todos os empreendedores que nos lêem, lembramos que decorre até dia 5 de fevereiro o período de candidaturas ao Concurso Montepio Acredita Portugal.

Além dos 500.000€ em prémios, têm ainda a oportunidade de aceder a mentores, especialistas, investidores e programas de pré-aceleração.
Com ou sem experiência em empreendedorismo, as boas ideias são bem-vindas.

CoolFarm – Portuguesa vence concurso israelita de inovação

Renato Povoas - Managing Partner Agricultura 2016-06-03

Liliana Marques, fundadora da CoolFarm, é a vencedora do concurso Startup Telavive.

A vencedora portuguesa vai participar no Festival de Inovação DLD de Telavive de 25 a 29 de setembro, juntamente com outras concorrentes de 30 países. O DLD conta com uma longa lista de eventos centrados, essencialmente, na inovação – digital, tecnológica, social e urbana.

Algumas das ‘startups’ mais famosas e mais usadas do mundo – ‘Viber’, ‘Fairfly’, ‘RoomsNinja’ ou ‘Moovit’ – são israelitas e nasceram em Telavive.

CoolFarm é uma startup que desenvolveu um sistema inteligente eu permite fazer crescer plantas sem intervenção do utilizador e que pode ser controlado através de uma app para smartphones, para além disso não precisa de terra apenas água é usada para cultura, chama-se a esta técnica de hidroponia.

A hidroponia, permite gastar 5 vezes menos água do que quando se cultiva com terra, em média, e ainda permite controlar exatamente quais os nutrientes que estão presentes da água.

Fonte: TVI24

Alguém tem ideias para o futuro da vida urbana?

Renato Povoas - Managing Partner Startups 2015-10-06

eia2016

Ericsson Innovation Awards levanta a questão “Como é que podemos transformar as nossas cidades através da tecnologia?” E este é o grande mote da edição de 2016 do concurso global de ideias inovadoras destinado a estudantes de todo o mundo.

Até 30 de Novembro pode inscrever-se, com hipótese de formar equipas de duas a quatro pessoas, a inovação tem que estar presente, aliás é um dos aspetos centrais do desafio. A 18 de Dezembro são anunciados os 10 semifinalistas que vão ter o apoio de dois especialistas Ericsson para poderem desenvolver um plano de negócios adequado e um produto viável, a custo reduzido.

A equipa com a melhor ideia receberá 25 mil euros, ao segundo lugar serão atribuídos 15 mil euros e a quem ficar com o terceiro e quarto lugar terá destinado mil euros.

“Assegurar que as nossas cidades são criativas, conectadas e sustentáveis é um grande desafio, mas também uma oportunidade de melhorar a vida de milhares de milhões de pessoas, a par da saúde e futuro do planeta”, argumenta a empresa. É por isso que a edição deste ano do Ericsson Innovation Awards centra-se na promoção das tecnologias de informação e comunicação (TIC) como ferramentas para melhorar a qualidade de vida nas cidades.

A edição 2015 do prémio teve como tema “O Futuro da Educação”. A equipa vencedora, da Alemanha, desenvolveu uma plataforma de auto-desenvolvimento que combinava conceitos como e-learning, aulas em vídeo de universidades reconhecidas, uma comunidade de talento e formação, certificações, mapa de objetivos, assim como um motor de pesquisa e emparelhamento de empregos.

Fonte: Revista Smart Cities

Miss Can, conservas ganham prémio Indústrias Criativas

Renato Povoas - Managing Partner Alimentação 2015-08-11

Miss Can, startup ligada ao sector das conservas, foi o vencedor do Prémio Nacional de Indústrias Criativas, promovido pela Super Bock e pela Serralves.
Este ano o prémio de 25 mil euros foi atribuído a Miss Can, que concorria na categoria turismo e património, um projeto que “nasceu da vontade de três amigos em recuperar a tradição familiar ligada à indústria conserveira, criando um negócio moderno com a dedicação de outros tempos”. As conservas de sardinha, cavala e atum, utilizam um método artesanal (peixe cozido a vapor), mas com embalagens modernizadas “nos quais se encontra a história desta indústria, curiosidades históricas de acordo com cada tema e sugestões de receitas”.
A Miss Can vai representar Portugal no Creative Business Cup, que se irá realizar a 17 e 18 de novembro em Copenhaga (Dinamarca), de onde irá emergir o melhor empreendedor do setor a nível mundial, entre mais de 50 países participantes.miss can boites