fbpx

Startup portuguesa produz sapatilhas vegan com materiais recicláveis

Produzir sapatilhas a partir de borras de café, borracha reciclada e fibras naturais de coco e de ananás, sem descurar a estética e o conforto, é desafiante. Mas a startup Re-Coffee mostrou que não é impossível e criou, assim, as KAFFA.

Criada por jovens empreendedores de Vila Nova de Famalicão em 2019, a Re-Coffee associa o conhecimento académico à imaginação, tendo como objetivo eliminar totalmente os resíduos no processo produtivo e provar que todo o tipo de materiais pode ter uma segunda vida. Além disso, a startup apenas trabalha com materiais reciclados e vegan, certificados pela PETA.

Exclusivamente produzidas em Portugal, as sapatilhas KAFFA são um produto unissexo e destinadas a um público-alvo com consciência ambiental e que valoriza a inovação, a qualidade e a sustentabilidade. No que respeita à sua composição, as sapatilhas são revestidas por uma matéria-prima nova desenvolvida por Rui Monteiro, mentor do projeto e estudante de Engenharia de Materiais na Universidade do Minho, e batizada de Coffee Leather, combinando 50% de borra de café e 50% de borracha reciclada. Além disso, a sola possui 30% de borra de café e 70% de borracha reciclada. 

Apesar de não ter sido um processo fácil e de terem sido necessárias imensas horas de investigação em laboratório, com uma tentativa e erro constante, este projeto inovador, que contou com o apoio da Universidade do Minho e da Bolflex (empresa de componentes de calçado), já mereceu reconhecimento municipal com a atribuição do selo Famalicão Visão 25, na categoria Famalicão Made IN.

Cada par de sapatilhas KAFFA é composto por cerca de 33 cafés expressos e, com dois anos de garantia, estão à venda no Facebook e no Instagram da Re-Coffee e também no site da Etsy.