fbpx

Programa de aceleração para soluções energéticas mais sustentáveis abre candidaturas

Tem uma startup que oferece soluções nos domínios das tecnologias de baixas emissões, da economia circular e da digitalização da indústria energética e procura apoios para expandir o negócio? Então este programa de aceleração é a oportunidade ideal para si.

De âmbito internacional e aberto a Pequenas e Médias Empresas de base tecnológica com projetos inovadores na fase pré-comercial, a Fundação Repsol lançou a décima edição do seu Fundo de Empreendedores. Este Fundo faz parte da estratégia da Fundação para a transição energética e social, respondendo ao compromisso de utilizar a inovação e a tecnologia como chave para a mitigação das alterações climáticas.

Quem pode participar? Startups e Pequenas e Médias Empresas que estejam a trabalhar em soluções ligadas às seguintes áreas:

  • Tecnologias energéticas de baixo carbono e economia circular;
  • Biotecnologia para soluções energéticas sustentáveis;
  • Produtos e serviços baseados em mobilidade avançada e renovável;
  • Tecnologias digitais para a otimização de ativos na indústria energética;
  • Soluções nanotecnológicas para a otimização de ativos na indústria energética e melhoria das propriedades dos produtos.

Assim, todos os empreendedores que desejem participar podem submeter as suas candidaturas até ao próximo dia 3 de março, através de um formulário online disponível aqui. O processo de aceleração terá a duração de um ano, iniciando-se em setembro de 2021.

No que respeita aos projetos selecionados, estes vão receber um apoio financeiro até 120.000 euros durante um ano, bem como aconselhamento de uma equipa de mentores especializados que os acompanharão durante a fase de aceleração. 

Além disso, sempre que possível, as startups poderão também testar os seus protótipos em instalações industriais e desenvolver pilotos em colaboração com os profissionais da Repsol. Importa referir que este apoio não implica qualquer tipo de participação no capital da empresa energética ou cedência de direitos de propriedade intelectual por parte da Fundação Repsol.

Todos os anos, o Fundo de Empreendedores apoia entre seis a oito empresas na fase pré-comercial, fornecendo-lhes o impulso necessário para se afirmarem no mercado. Todas estas empresas têm em comum o facto de estarem a desenvolver soluções inovadoras que contribuam para uma transição energética mais sustentável. Após nove edições, a Fundação Repsol já contribuiu para a aceleração de 54 startups, das quais três são portuguesas, nomeadamente a Inanoenergy, a C2C-Newcap e a FuelSave.