Num país de marinheiros, startup aproveita o sol para navegar

Em Portugal não falta sol. Aliás, o nosso país é mesmo, na Europa, um daqueles onde o astro-rei mais brilha. O que significa que energia solar é coisa que não falta. E é aproveitá-la que pretende um dos vencedores da 3ª edição do Prémio NOS Inovação, o projeto Sun Concept Catamaran 12.0, da startup Sun Concept. O objetivo é simples: construir catamarãs eletrossolares que, através de painéis fotovoltaicos, funcionam exclusivamente com recurso à energia do sol.

 

Um conceito inovador de mobilidade sustentável aplicada à náutica recreativa e profissional. De acordo com a empresa, aqui alia-se “o prazer puro de navegar a zero gastos e com uma manutenção simples”.

 

Nascida em 2015, a ideia é o resultado de uma “larga experiência na área de projeto e construção naval”, aliada à preocupação com a sustentabilidade e a proteção ambiental.

 

Trata-se de uma opção amiga do ambiente a vários níveis. A começar pela poluição sonora. Aqui, ruído não existe e não há também a poluição resultante da queima do combustível fóssil, uma vez que a energia que alimenta estas embarcações é proveniente do sol. É também mais económica, uma vez que não é preciso pagar pelo combustível (é que o sol, quando nasce, é ainda para todos).

Fonte: Sun Concept