fbpx

Há uma nova iniciativa que quer descentralizar a inovação em Portugal

Tanto a cidade do Porto como de Lisboa têm uma imensa variedade de startups com grande potencial. Mas para o Portugal de Startup em Startup, uma iniciativa da Microsoft Portugal, da Startup Portugal e da Beta-i, os projetos das duas maiores cidades do País não serão considerados. E porquê? Porque Portugal tem mais inovação para descobrir e investir.

Com o apoio do Ministério da Economia e da Transição Digital, o Portugal de Startup em Startup é uma iniciativa dirigida a startups portuguesas de base tecnológica e de B2B. No entanto, esta iniciativa tem uma pequena particularidade: o seu objetivo passa por promover e apoiar a descentralização da inovação, bem como o Empreendedorismo no interior do País e nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira.

Desta forma, com o Portugal de Startup em Startup será possível dar voz e oportunidades a startups nacionais que estão localizadas fora das grandes Áreas Metropolitanas e que partilham da vontade de criar disrupção e de alcançarem mais. Mas como é que funciona esta iniciativa?

Os candidatos serão selecionados de forma criteriosa, de modo a que as startups que melhor corresponderem aos desafios lançados pelos parceiros sejam as que irão trabalhar em conjunto com os mesmos num Deep Dive Colaborativo. A BA Glass, a Corticeira Amorim, a Delta Cafés, a Eletricidade dos Açores e a PRIO são os cinco parceiros deste projeto. Além disso, as startups participantes também vão integrar conversas com as cinco empresas mencionadas, de forma a perceber as suas “dificuldades” e a resolver os seus problemas. 

Cumpre os requisitos e tem interesse em candidatar-se? Então saiba que pode fazer a sua inscrição aqui até ao próximo dia 14 de novembro. Posteriormente, as candidaturas serão avaliadas e selecionadas entre 15 e 26 de novembro, com o Collaboration Design Sprint a ter início em dezembro de 2021.