fbpx

Telecomunicações e Tecnologia

Empresa portuguesa vence concurso internacional da Samsung

A existência de um braço robótico onde se coloca o equipamento móvel para que a câmara siga todos os movimentos do utilizador dava jeito, certo? Foi a pensar nesta oportunidade de mercado que a INNGAGE, uma consultora portuguesa de design e inovação, que se foca essencialmente em design estratégico para produtos e marcas, criou a “Star of Galaxy”.

Foi com esta inovação que a INNGAGE se destacou, conquistando o primeiro prémio no concurso internacional de design Samsung Mobile Design Competition, na categoria Next Mobile +, que decorreu no âmbito da Samsung Developer Conference 2019, em San Jose, na Califórnia.

Mas afinal o que é este produto e como funciona? O “Star of Galaxy” foca-se na temática da robótica colaborativa e assume-se como um dispositivo que proporciona novas experiências aos seus utilizadores. É através do seu assistente virtual, a Bixby, que este novo acessório irá permitir que qualquer dispositivo Samsung Galaxy siga e interaja com o seu utilizador, através do reconhecimento facial e por voz. Capaz de inclinar e de girar 360º, o suporte permite ainda adicionar novos níveis de conforto e flexibilidade a videoconferência, culinária ou gravação de vídeo.

O Samsung Mobile Design Competition é um concurso da marca de tecnologia em parceria com a Dezeen, uma revista de referência no mundo do design. O grande objetivo desta competição é fazer com que os concorrentes apresentem qualquer tipo de acessório que acrescente novas funcionalidades aos aparelhos da linha Galaxy, nomeadamente nos smartphones, tablets e smartwatches.

Os responsáveis pela criação do “Star of Galaxy”, André Gouveia, Nuno Pires e João Pereira, viram o seu produto ser premiado por um júri internacional de prestígio, composto por responsáveis pela área de TI e Comunicações Móveis da Samsung, a editora da Dezeen e outros designers reconhecidos.

A televisão interativa do futuro é com a Viva Superstars

A Viva Superstars foi criada em 2011, após uma sessão de brainstorming entre dois dos fundadores, Eduardo Dias e Pedro Centieiro, sobre como tornar a transmissão de eventos desportivos ainda mais interativos para quem os vê através de um ecrã.

Para tal criaram a Magycal, uma plataforma que permite tornar a experiência de ver televisão ainda mais interativa, atuando como um segundo ecrã.

Através da criação de uma aplicação, um site ou até uma rede social personalizada, e de acordo com as necessidades de cada cliente, esta plataforma permite aos seus utilizadores interagirem com o conteúdo pretendido, seja através de comentários, votos ou outras formas de interação, em tempo real.

A Magycal permite ainda recolher e analisar vários dados estatísticos, decorrentes da utilização da plataforma, sendo possível compreender como os utilizadores se comportam.

Após os dados estarem tratados, é também possível desenvolver campanhas publicitárias segmentadas com base nas informações recolhidas.

A Magycal permite ainda a realização de compras e subscrições “in-app”, que podem ser pagas através diferentes serviços.

Através desta plataforma, a startup já desenvolveu vários produtos, alguns até já bastante conhecidos.

Depois do projeto “Viva Ronaldo”, que permitia aos fãs do jogador interagirem entre si, a Viva Superstars fez uma parceria com a Media Capital, onde desenvolveu várias aplicações de segundo ecrã para programas como “Você Na TV”, “Secret Story” ou “The Biggest Deal”, que permitia aos espetadores interagirem em tempo real como o que se passava na televisão.

Sendo o futebol uma peça fundamental para esta startup, a Viva Superstars tem ainda parcerias com várias empresas da área, como a Gestifute, a Polaris ou a Sport TV, estando neste momento a desenvolver uma aplicação para este canal de desporto, que tem já algumas funcionalidades disponíveis para todos os subscritores deste canal.

Startup cria Lota Digital

Com o objetivo de criar soluções tecnológicas que possam simplificar e melhorar a vida dos profissionais da indústria piscatória, a startup portuguesa Bitcliq, criada em 2013 por Pedro Manuel, tem investido o seu know-how em soluções para as frotas marítimas.

Read More