fbpx

Governo e Serviços Públicos

Bruxelas tem dois mil milhões de euros para a inovação

Num mercado cada vez mais definido pela tecnologia e marcado pela concorrência global, a Comissão Europeia decidiu dar mais um passo no sentido de aprofundar sua capacidade de inovar e assumir riscos.

Para isso, decidiu criar um Conselho Europeu de Inovação (EIC), capaz de transformar as descobertas científicas europeias em negócios. Atualmente na sua fase piloto, promete tornar-se realidade a partir de 2021.

“Com o Conselho Europeu de Inovação, não estamos simplesmente a pôr dinheiro em cima da mesa. Criamos todo um sistema de inovação para colocar a Europa na linha da frente em tecnologias, estratégicas e inovação que irão moldar os nossos futuros, como a inteligência artificial, biotecnologia”, refere a propósito Carlos Moedas, Comissário de Investigação, Ciência e Inovação.

Mais de dois mil milhões de euros de financiamento para este ano e o próximo foram agora anunciados, para dar apoio a tecnologias avançadas, apoiar startups e PMEs.

Com apenas 7% da população mundial, a Europa é responsável por 20% do investimento global em investigação e desenvolvimento e produz um terço de todas as publicações científicas de alta qualidade, tendo uma posição de liderança mundial em setores como o farmacêutico, químico, engenharia mecânica e moda.

Mas precisa de fazer melhor para transformar essa excelência em sucesso e gerar campeões globais nos novos mercados baseados em inovação.

 

Fonte: Comissão Europeia

Acelerar a Inovação na Europa, um objetivo transformado em repto

Renato Povoas - Managing Partner Empresas, Governo e Serviços Públicos, Startups 2018-01-29

A ideia partiu do presidente francês, mas conquistou a atenção do comissário europeu Carlos Moedas, responsável pelas pastas da Investigação, Ciência e Inovação, que está já a trabalhar na criação de uma agência europeia para a inovação. Macron considera que a Europa está a perder esta corrida; Moedas concorda.

E um estudo recente apresentou mesmo as recomendações essenciais para colocar o Velho Continente na proa da inovação.

Read More

O que é preciso para termos mais empreendedores

Renato Povoas - Managing Partner Educação e Ensino, Empresas, Governo e Serviços Públicos, Startups 2017-12-13

O empreendedorismo está na moda. Nuno Agostinho, presidente da Associação de Jovens Empresários da Madeira sabe disso e, numa crónica de opinião recentemente publicada, salienta esse facto, alertando, no entanto, que tem que ser mais do que isso. E no que apelida de “ecossistema do empreendedorismo”, que se quer repleto de empreendedores, todos temos um papel a desempenhar para fomentar a criação de condições que permitam que mais se possam transformar em empreendedores.

Read More